ORIENTAÇÔES PARA A ACOLHIDA DE PASTORES E PASTORAS

CGE/024/2017

1- O culto de despedida do/a pastor/a a ser substituído/a, em havendo, deverá ser realizado em dezembro ou janeiro, em data anterior ao culto de acolhida do/a novo/a pastor/a da Igreja.

2- O culto de acolhida do/a pastor/a deverá ser realizado no primeiro domingo de fevereiro, podendo ser agendada outra data em acordo com o/a Superintendente Distrital (SD).

3- No culto de acolhida, a pregação e a ministração da Ceia do Senhor (se for o caso) ficarão a cargo do/a novo/a pastor/a.

4- Deverá ser seguida a liturgia do “Culto de Louvor com Ato de Acolhida do Pastor ou da Pastora”, conforme o Ritual da Igreja Metodista.

5– A despesa de mudança do/a pastor/a correrá sempre por conta da igreja que está recebendo o/a mesmo/a, conforme o Regulamento de Remuneração Pastoral.

6- O/A SD deverá ser informado/a sobre a data do culto de acolhida.

 

Rio de Janeiro, 1º de dezembro de 2017.

Bispo Paulo Rangel dos Santos Gonçalves e Superintendentes Distritais de 2017